Feeds:
Posts
Comments

Archive for October, 2007

parece que acabei de decidir

roam-se de inveja. amanhã vou de viagem para parte incerta.

Advertisements

Read Full Post »

ainda a ansiedade

atingiu os seus (meus) limites.

só quero fechar-me num quarto escuro e fazer parar o tempo.

Read Full Post »

aconchego

costumava enrolar-se naquela manta. ficava colorida e os sorrisos que nessa altura não a largavam, mais exaltados ficavam, quando ela, nela se enrolava. os dias eram frios, dias em que tão bem sabe ter os ombros a descoberto, como ela fazia questão em ficar.

a manta essa, esteve diversas vezes por sair de si, por ser mandada para uma qualquer parte que não estivesse ao alcance da sua vista. durante longos meses foi banida do seu aconchego, sem também nunca ter chegado a sair do sítio onde sempre existiu.

parece entretanto que algo mudou. ela voltou a ter a função para a qual esteve sempre designada, o aconhego.

(menos uma memória a condicionar o seu dia-a-dia)

Read Full Post »

I made a clean getaway

‘I made my place by the door.
I didn’t know what I was waiting for.
Felt just like home.
Except no grass, no yard, no pictures.

I could see across to the park.
And there were friends, they were laughing hard.
They looked just like my home.
With no face, no name, no voice I’d know.

I finally made it.
I made a clean getaway.
I finally made it.
I made a clean getaway.

I met someone at the bar.
He had a great smile and a great heart.
He felt just like love.
Except no fear of losing, and it wasn’t tough.

I finally made it.
I made a clean getaway.
I finally made it.
I made a clean getaway.
And I miss you,
I miss you every single day.’

Read Full Post »

recadinho

aviso: este post só interessa (se interessa) a quem se interessa por saber como anda a minha pessoa* 

quem me conhece sabe que vivo em constante estado de ansiedade. seja porque não sei se chove no dia seguinte, seja porque não consigo decidir o que quero, ou porque simplesmente detesto não saber o que se vai passar. o inesperado aborrece-me.

ora bem, por estes dias este ‘estado’ tem vindo a agravar-se. coisas importantes ‘podem’ vir a acontecer, e o não saber de facto o que me espera tem andado a ‘moer-me’…

pois neste momento já devem estar a pensar: ‘ah e tal…ela tem de ter calma’, ‘tudo vai correr bem’, ‘tenho de me deixar levar’, e por aí adiante…

(mas é complicado…)

tenho a *mania* que posso controlar o que me rodeia, o ambiente, as pessoas, o que só me dá dores de cabeça. (‘ah e tal, tens de mudar isso…’, ‘está nas tuas mãos…’)

nota I: não vejo hora de ser sábado e poder aproveitar a luz do meu quarto pela manhã

nota II: quem me conhece sabe ainda que adoro ser surpreendida, o que diga-se, é tudo menos ser coerente. somos* assim, vá-se lá entender…

Read Full Post »

hoje estou

depre…

deve ser a antecipar o que por aí vem…

Read Full Post »

not yet

dormi mal, sonhei contigo.

quando os sonhos mudam, é sinal que muitas outras coisas estão a mudar mudar também. os sonhos limitam-se a mostrar, sem vergonha e descaradamente, as mudanças que vão ocorrendo em nós.

a nós cabe-nos a tarefa de, simplesmente acreditar neles, ou por outro lado, lutar contra as mudanças que não queremos que aconteçam.

– ainda não me decidi –

Read Full Post »

Older Posts »