Feeds:
Posts
Comments

Archive for September, 2007

choices

Be good or be gone,
Be good or be, be gone.

Advertisements

Read Full Post »

not

i

i shall

i shall not 

i shall not think

Read Full Post »

grey’s anatomy consequences

(o toque. senti tudo outra vez.)

same wave lenght.

Read Full Post »

castelos

a construir castelos no ar

‘- Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita…

– Sou uma raposa, disse a raposa.

– Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste…

– Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. não me cativaram ainda.

– Ah! desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:

– Que quer dizer “cativar”?

– Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?

– Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer “cativar”?

– Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bem incómodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que fazem. Tu procuras galinhas?

– Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer “cativar”?

– É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa “criar laços…”

– Criar laços?

– Exactamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…

– Começo a compreender, disse o principezinho. Existe uma flor… eu creio que ela me cativou…

– É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra…

 (…)

– A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me! 

– Que é preciso fazer? perguntou o principezinho.

– É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentarás mais perto…

No dia seguinte o principezinho voltou.

– Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração… É preciso ritos.’

Le Petit Prince, Antoine de Saint-Exupéry

Read Full Post »

os ombros

‘(…) As coisas são para mim porque para mim existem, porque eu encaro a sua existência, relaciono-as com alguma coisa, atribuo-lhes peso. Até podem não existir… mas para mim já o são, porque as assumi como sendo, atribui-lhes peso, pensei-as. (…)’

link

Read Full Post »

every single minute

Sofia: ‘Every passing minute is another chance to turn it all around.’

every passing minute is another chance to turn it all around

Read Full Post »

again and again

‘let’s dance little stranger
show me secret sins
love can be like bondage
seduce me once again

burning like an angel
Who has heaven in reprieve
burning like the voodoo man
with devils on his sleeve

won’t you dance with me
in my world of fantasy
won’t you dance with me
ritual fertility

like an apparition
uou don’t seem real at all
like a premonition
of curses on my soul

the way I want to love you
well it could be against the law
i’ve seen you in a thousand minds
dance With Me
you’ve made the angels fall

won’t you dance with me
in my world of fantasy
won’t you dance with me
ritual fertility

come on little stranger
there’s only one last dance
soon the music’s over
let’s give it one more chance

won’t you dance with me
in my world of fantasy
won’t you dance with me
ritual fertility

take a chance with me
in my world of fantasy
won’t you dance with me
ritual fertility’

Read Full Post »

Older Posts »